Empty tab. Edit page to add content here.

Cuba

Viajar e fotografar com crianças

La Habana

Cuba – Uma viagem tem sempre um sabor diferente quando envolve crianças. Às vezes, pelas birras, choros ou algumas limitações, um sabor menos bom. Mas quase sempre um gosto doce.
Em abril fomos a Cuba e “atrelamos” os mais pequenos da família.

O relógio despertou cedo, mas a ansiedade das crianças nem deixou que a hora de acordar chegasse. “Mãe, vamos para a praia?” – “Sim, vamos. Mas primeiro temos que ir apanhar o avião”.

Varadero

À praia só chegamos no dia seguinte. É engraçado ver nos mais pequenos uma energia tamanha e uma excitação ímpar pelas férias que nem uma viagem de mais de 10 horas consegue abalar. Fato de banho vestido, unhas pintadas, chinelo calçado, toalha ao ombro. Protetor solar e óculos de sol já estão também – bora pisar a areia.

“Corre pai, anda! Olha a piscina”. E sem temer a temperatura da água, dão o primeiro mergulho.

Fomos 18 pessoas nesta viagem – quatro crianças. A alegria no rosto de cada uma delas pela novidade do local, pelos castelos feitos na areia branca, pelo que avistam ao percorrer as ruas da cidade tem o mesmo sabor que o melhor chocolate do mundo a derreter-nos os sentidos.

A descoberta rouba-lhes o sono, traz-lhes ao rosto expressões de espanto e de alegria. E, claro, algumas lágrimas também. Birras não tiram férias, vão sempre connosco.

Viajar com crianças é possível e desejável. É dar-lhes matéria para a vida diferente da que aprendem na escola. É permitir-nos, enquanto adultos, olhar os locais a partir de uma perspetiva diferente também.

Recomendamos que vejas também: